m o u n t a i n.....b i k e.....t e a m
b a r c e l o s.....p o r t u g a l
.
.
CALENDÁRIO DE ACTIVIDADES
.
.
.
.
raposasmbt@maisbarcelos.pt
.
.
.
.
.
.
.

segunda-feira, outubro 22, 2007

Fazemos opções de vanguarda...

EXTREME DH MACHINE
Yorkia Top Gun 505 de dupla coroa
design"futuro-pré-histórico"
29,987 Kg (sem selim)
velocidade de ponta em descida: incalculável

ESSENCIAL XC RACING BIKE
montagem "a la carte"
a bicicleta de corrida mais leve do mundo:
3,073 Kg modelo "com ferrugem";
2,008 Kg modelo "sem ferrugem".

domingo, outubro 14, 2007

I Maratona BTT da Póvoa de Varzim, 13/10/2007

Dia 13 de Outubro de 2007. Um sol de fazer inveja aos melhores dias de Verão. Seis Raposas (Anjo, Costa, Francisco, Joca, Jorge e Quinzé) fazem-se à estrada com destino à Póvoa de Varzim onde se iria realizar a 1ª Grande Maratona BTT desta cidade.

A notícia da nossa presença correu tão rápida que o próprio Xavier Tondo, vencedor da Volta a Portugal em Bicicleta de 2007, não quis deixar passar a oportunidade de ser fotografado com duas das Raposas (Costa e Quinzé).

Estes, empolgados com tal honra, resolveram desatar a acelerar, talvez para serem os primeiros a chegar... às massagens claro! E de facto foi a única coisa em que conseguiram ser os primeiros (e que bem que soube, não só pelo relaxamento mas também pela vista).

Pelo caminho houve ainda tempo para conviver com muitos participantes e com a população das localidades por onde passou a maratona. Cabe aqui uma referência especial para a Rita Cabrita, primeira das senhoras a concluir a meia-maratona (não fosse ela filha de uma das maiores referências do BTT amador). Os nossos parabéns. Esperamos voltar a contar com a sua presença noutros eventos desta natureza.

Belíssimos e espectaculares trilhos foram uma constante de um percurso de alto nível. Quanto à assistência, não temos do que nos queixar, havendo, no entanto, quem não tenha ficado satisfeito com a qualidade e principalmente quantidade dos reforços e da alimentação disponibilizada.

Nós próprios, após muita espera e não perspectivando rápida e satisfatória resposta, optamos por almoçar no Farol onde, como meio de pagamento, ainda tentamos deixar as "abraçadeiras" fornecidas pela organização e que nos davam direito à refeição. Exige-se dos responsáveis um olhar atento a estas situações para que a próxima edição desta maratona veja corrigidos estes aspectos que estiveram menos bem.

Certo é que o convívio foi do melhor, durante a prova mas também e particularmente durante o almoço. Como de costume houve imensas palhaçadas mas desta vez com palhaços a sério...

Pela convivência, camaradagem e alegria que nos proporciona, fico cada vez mais convencido que o BTT, ao nível que nós o praticamos, é uma saudável forma de usufruir em grande dos nossos tempos de lazer.

Até à próxima, que em princípio será em Vinhais na grande maratona Tour da Castanha.

2007/10/15, José Costa

quinta-feira, outubro 11, 2007

Maratona 5 Cumes Barcelos, 07/10/2007

Na manhã do dia 07/10/2007, devidamente preparados (ou talvez não!) para mais esta dura prova, as "Raposas" reuniram-se no seu "covil" habitual, a Casa do Café. Calmamente, foram chegando montados nas suas "bikes", refortalecendo de pronto as suas energias com um bom pequeno almoço.

Facto quase inédito foi a junção numa actividade de 12 das 13 "Raposas". O pleno teria sido conseguido não tivesse a "Raposa de Pêlo Escuro" partido o quadro da sua máquina num "terno" monumental dado num treino de preparação.

Quando tudo parecia estar a decorrer dentro da normalidade, e a escassos 15 minutos do início da prova, a "Raposa Mor" resolve fazer das suas, retirando o interior da válvula da roda traseira da "bike" da "Raposa Anjo". Contudo, e como que por milagre (não fosse ele um "Anjo"), o problema foi resolvido rapidamente. Como se não bastasse, e para atrasar ainda mais um bocado, o fecho do casaco da "Raposa 15" avaria. Sorte é que este mora perto do "covil" e num ápice foi trocar de "pêlo".

Na zona de partida, e já na presença da "Raposa de Pêlo Escuro" que entretanto apareceu apeado, as "Raposas" tiveram ainda tempo para tirar bonitos retratos para a posteridade. Estes são sempre momentos de muita emoção para as "Raposas" pois normalmente só estão todas juntas à partida e no almoço ou jantar após as actividades.

A hora de partida aproximava-se e a pressão era tanta que uma "Raposa" começou a sentir uma enorme crise intestinal, da qual se viria a ressentir durante a prova.

A estratégia de prova era simples: "Boa sorte e não caias! Vemo-nos no final...". Neste caso, devo dizer que ainda bem que assim foi. Estabeleceram-se então algumas parcerias entre os elementos com objectivos comuns, não comprometendo as pretensões de cada um.

No primeiro posto de abastecimento, no monte de Airó (2º pico do dia), para além de outras coisas, os participantes foram presenteados com umas saborosas "bolas de berlim".

A partir daqui, as "Raposas" Quinzé e Costa tiveram a companhia do "Noddy" Nuno e juntos concluiram com sucesso o percurso integral, ou seja, os 5 cumes.

Posteriormente, foi-nos comunicado pela organização que o "desarranjo intestinal" da "Raposa adoentada" foi de tal forma relevante que levou a equipa de logística a ponderar trocar as fitas sinalizadoras de plástico por papel higiénico.

Ressalve-se também o facto de que se no final fizessem o teste de alcoolémia, pelo menos uma das "Raposas" iria a pé para casa.

Para terminar, estava a contar com uma feijoada à Portuguesa mas saiu uma à Brasileira... Não foi mau! O "Rei do Caldo Verde" (Costa), esse ficou aquém do seu recorde, comendo apenas 5 tigelas, tantas quantos os cumes que percorreu.

No sorteio, a tradição continua a ser o que era. As "Raposas" arrecadaram mais 2 mochilas de hidratação e um par de luvas. Não está mal!

Parabéns à organização e a todos quantos cumpriram os objectivos traçados, fossem eles os 5 ou apenas 3 cumes.

2007/10/10, Quinzé

terça-feira, outubro 09, 2007

Assembleia Geral, 04/10/2007

Acta nº (é só ver o número da última e somar mais um)

No dia quatro do mês de Outubro do ano de dois mil e sete, pelas vinte horas e quarenta e oito minutos, estavam reunidos no "Zé da Esquina" em Barcelinhos, onze dos doze elementos das "Raposas".

Dado estar representado noventa e um vírgula sessenta e sete por cento do capital desportivo do grupo, foi decidido efectuar uma assembleia geral extraordinária com vista à discussão de diversos assuntos de interesse geral, outros sem interesse nenhum, da admissão de um novo elemento e sobretudo para jantar.

A assembleia, que não foi presidida por ninguém, teve assim início sem mais demoras e rápidamente se verificou que não havia nada de interesse para discutir. Além do mais o jantar estava quase pronto. Sem discussão, quem queria verde pediu verde e quem queria maduro pediu maduro. Já com alguma discussão alguns "tinébrios" pediram água!

Durante o jantar e à rebelia do próprio, foi aceite por unanimidade a entrada de um novo membro, o Manuel Anjo. As "Raposas" são agora compostas por treze elementos sendo que no número treze, do azar, temos um "Anjo". Assim não há "galo"...

Foi também decidido por unanimidade um voto de felicitações à "Raposa" Armindo, pelo nascimento da sua primeira filha, e ainda um outro à "Raposa Mor" Zacarias Miguel, pela gravidez da sua esposa.

Como não se fala de boca cheia que é feio, pouco ou nada mais de relevante houve a salientar.

A assembleia terminou numa aparvalhada brincadeira ao estilo medieval da qual quase não houve vítimas a registar.

Posteriormente foi elaborada esta acta com o completo desconhecimento de todos os presentes na assembleia e por isso dispensada de assinaturas.

Barcelos, 4 de Outubro de 2007