m o u n t a i n.....b i k e.....t e a m
b a r c e l o s.....p o r t u g a l
.
.
CALENDÁRIO DE ACTIVIDADES
.
.
.
.
raposasmbt@maisbarcelos.pt
.
.
.
.
.
.
.

domingo, abril 08, 2007

Maratona BTT Isabelinha 2007, 07/04/2007

Pois algum dia tinha que sobrar para mim!!! Tocou-me a Maratona da Isabelinha 2007. A organização ficou a cabo dos meus amigos do grupo de BTT de Viatodos que certamente fizeram a escolha do percurso de mota e não de bicicleta, caso contrário teriam dado conta da sua elevada dificuldade. Logo num primeiro olhar pelo gráfico da altimetria se via que não ia ser fácil mas havia que apelar ao espírito de sacrifício.As "Raposas" fizeram-se representar pelo Miguel Costa, Francisco, Joca, Carlos Carvalho, Carlos Emigrante e o nosso amigo Carlos da Bikezone de Barcelos.

Ainda antes da partida recebemos boas notícias. O total de km da maratona era de 75 e não de 80 como inicialmente anunciado. Sempre se poupava um bocado. Pior iriam ficar os participantes do passeio mais curto uma vez que os 40 km previstos foram sensivelmente 50. Foi uma surpresa que tiveram no decorrer do passeio e para alguns bem desagradável!

A partida deu-se pelas 9 horas, no campo de futebol de Viatodos. Estava um bonito dia de sol, com uma temperatura amena. A parte inicial do percurso foi em direcção ao Monte de Airó, em trilhos rolantes na nossa agradável paisagem, passando na vacaria do tio Manuel ao km 12. Já no cimo do monte de Airó encontramos o primeiro reabastecimento. Mas a primeira surpresa ainda estava para vir. Subir o monte de Airó por três vezes é obra. Acho que só faltou a subida pelo lado Oeste.

Depois de Airó, rumamos ao monte da Franqueira. Na passagem por Gamil havia a separação do passeio e da maratona. Na Franqueira, já com 45 km, as pernas começavam a dar de si. Um reabastecimento com uma magnífica vista sobre Esposende veio mesmo a calhar. Após mais 15 km de subidas e descidas, novo reabastecimento na junção com o percurso do passeio.

Para terminar, uma espectacular descida pela pista de "downhill" existente no monte de Fralães que proporcionou uns bonitos saltos aos que ainda tinham forças.

No final, todos chegaram bem, com o Carlos Emigrante, ainda sob efeito do choque vitamínico, num contagiante estado de alegria.

Após tantas horas a pedalar, a actividade culminou com uma merecida feijoada, papas de sarrabulho e caldo verde.

2007/04/17, Miguel Costa

Sem comentários: